Facções políticas na Dinastia Joseon

Atualizado: 13 de set.


O Bungdang refere-se ao partidarismo político que era característico da Dinastia Joseon média e tardia. Ao longo da dinastia, várias facções regionais e ideológicas lutaram pelo domínio do sistema político. Os Seowon, que eram instituições educacionais privadas comuns na Coreia da metade para o final da Dinastia Joseon, combinavam as funções de santuários confucionistas com instituições educacionais, frequentemente refletiam o alinhamento faccional da elite local.


Facções Políticas da Dinastia Joseon

Durante o período anterior de Joseon, nos séculos 15 e 16, a tensão entre a facção Hungu na Capital e a facção Sarim baseada em Yeongnam dominaram a política nacional, que culminou em uma série de quatro expurgos sangrentos entre 1498 e 1545, nos quais a facção Sarim foi perseguida pela facção Hungu. Após esses reveses, a facção Sarim retirou-se para as províncias rurais, onde manteve sua base de poder e a continuidade ideológica por meio de Seowon e Hyang'yak (um sistema de contrato social que deu autonomia local às aldeias). Eventualmente, a facção Hungu declinou sem um sucessor ideológico (+/- séc. XVI), enquanto a facção Sarim emergiu como a facção dominante durante o reinado de Seonjo.



Seonjo de Joseon

No século 16, uma divisão nacional ocorreu dentro da facção Sarim, que se dividiu entre a facção Ocidental (Seo-in), composta pela geração mais velha que perdeu o poder nos últimos anos do Rei Seonjo. Os orientais e as facções que se separaram dos orientais tiveram poder durante a última década do reinado de Seonjo e em toda a era Gwanghaegun. No entanto, os ocidentais derrubaram Gwanghaegun do poder em 1623, tornando o príncipe Neungyang rei e fazendo com que os ocidentais recuperassem o poder, que haviam perdido por uma geração.

Os ocidentais tiveram o poder por meio século, de 1623 a 1674, no qual estiveram relativamente unificados, até que finalmente foram derrubados, e um governo sulista governou por seis anos, até 1680.



Os ocidentais recuperaram o poder em 1680 com o Gyeongsin Hwanguk. No entanto, houve uma disputa entre os ocidentais mais jovens e os ocidentais mais velhos em 1682 sobre se Kim Ik-hun, uma das figuras que derrubou os sulistas em 1680, deveria ser punido. Os ocidentais mais jovens achavam que Kim deveria ser punido, enquanto os ocidentais mais velhos não. Quando Song Si-yeol ficou do lado dos ocidentais mais velhos em 1683, os ocidentais mais jovens ficaram furiosos. Aqueles que queriam que Kim fosse punido ficaram conhecidos como Sor-on (novo ensinamento), enquanto aqueles que continuaram a seguir Song se tornaram os Nor-on (velho ensinamento). Com a disputa Hoeniem 1684 entre o estudioso de Nor-on Song Si-yeol e o estudioso de Sor-on Yun Jeung, os ocidentais foram divididos para sempre.


A facção Oriental (Dong-in), composta principalmente pela geração mais jovem, esta facção apareceu durante o reinado de Seonjo. Originários de amigos de Gim Hyowon, logo abarcaram a maioria dos discípulos de Jo Shik e Yi Hwang, conflitantes com Yi I e seus seguidores, que formavam o núcleo dos ocidentais. Embora emergindo como a facção dominante na década de 1580, quase entrou em colapso com o suicídio de Jeong Yeorip e o derramamento de sangue em 1589. Depois que o ocidental Jeong Cheol foi exilado por tentar fazer do príncipe Gwanghae o príncipe herdeiro, os orientais se dividiram em nortistas e sulistas. As divisões políticas se intensificaram ainda mais quando a facção oriental, por sua vez, se dividiu entre a facção linha-dura do Norte (Buk-in: "povo do norte") e a facção moderada do Sul (Nam-in), essa divisão se formou após a divisão dos orientais em 1591 por Yi Sanhae e seus apoiadores. Em 1606, durante o reinado da rainha Inmok, os nortistas dividiram-se em Grandes Nortistas (liderados por Heo Gyun) e Menores Nortistas. Em 1613, os Grandes Nortistas se dividiram ainda mais, em Nortistas de Carne, Nortistas de ossos e Nortistas Médios. Eventualmente, os nortistas menores aliaram-se aos ocidentais e sulistas.


Imagens: Yi Sanhae, Heo Gyun e Yi I.


As facções ocidentais se dividiram entre o Velho Ensinamento (No-ron) e o Novo Ensinamento (So-ron), essas quatro facções eram às vezes conhecidas como sasaek ("quatro cores"). Os nomes das facções geralmente derivam da localização relativa da casa de seu líder.

Essas divisões faccionais surgiram da fidelidade a diferentes escolas filosóficas e diferenças regionais. Por exemplo, a facção oriental era amplamente baseada em Youngnam, e sua subfação, os sulistas, eram principalmente seguidores de Yi Hwang, enquanto os nortistas se uniam em torno da escola de Jo Shik. A facção ocidental baseada em Gyeonggi e Chungcheong eram em grande parte seguidores de Yi I, dos quais os seguidores de Seong Hon se dividiram para formar a facção So-ron e os seguidores de Song Siyeol tornaram-se a facção No-ron. Essas divisões eram frequentemente motivadas por questões relativas à sucessão real ou conduta real apropriada. Por exemplo, a divisão entre nortistas e sulistas foi motivada pelo debate sobre o sucessor adequado do rei Seonjo, que não tinha filho legítimo. Os nortistas vieram apoiar o Gwanghaegun; consequentemente, eles floresceram sob seu reinado (1608-1623), mas foram varridos do poder pelos ocidentais após a sucessão de Injo.

Sob os reinados de Yeongjo e Jeongjo no século 18, uma política rígida de igualdade foi seguida sem nenhuma facção sendo favorecida em relação a outra. No entanto, no reinado de Jeongjo, a contenda reapareceu quando a facção No-ron dominante se dividiu ainda mais entre Byeokpa e Sipa, dois grupos que cruzaram as facções anteriores e diferiram em suas atitudes em relação ao assassinato do Príncipe Herdeiro Sado, por Yeongjo seu pai, Sado que também era pai de Jeongjo. No século 19, a política de Joseon mudou à medida que famílias de parentesco, em vez de facções acadêmicas, passaram a dominar o trono. Durante a maior parte do século 19, a filial de Jangdong do Clã Andong Kim estava no controle do governo; no entanto, houve um breve interlúdio em que o controle foi transferido para o Clã Pungyang Cho.


Assista ao vídeo:




0 comentário

Posts recentes

Ver tudo