Chuseok - Jogos e Atividades coreanas para o feriado

Atualizado: 5 de jan.

Jogos folclóricos no Chuseok


Os coreanos aproveitam o feriado de Chuseok para se divertir com a família e uma variedade de jogos folclóricos são jogados em Chuseok para comemorar a chegada do outono e uma colheita farta. O povo da aldeia se veste para se parecer com uma vaca ou tartaruga e vai de casa em casa junto com uma banda nongak tocando música. Outros jogos folclóricos comuns jogados em Chuseok é tiro com arco, ssireum, cabo-de-guerra e Juldarigi (Luta coreana); os jogos folclóricos variam por região.


Ssireum



Ssireum (씨름) é o esporte coreano mais popular praticado durante Chuseok, e as competições geralmente são realizadas durante este feriado. Os estudiosos encontraram evidências para do ssireum datando da dinastia Goguryeo, Ssireum presume-se que tenha 5.000 anos de história. Dois jogadores lutam entre si enquanto seguram o satba, uma faixa vermelha e azul. Um jogador perde quando sua parte superior do corpo toca o solo, e o vencedor torna-se Cheonha Jangsa, Baekdu Jangsa, ou Halla Jangsa, que significa "o mais poderoso". O vencedor ganha um touro e 1 kg de arroz como prêmio. Devido à sua popularidade entre os jovens e os mais velhos, competições de Ssireum são realizadas com mais frequência, não se limitando a feriados importantes.



Tradicionalmente, o povo coreano também tem competições de Ssireum durante o Festival de Tano no quinto dia de maio, pelo calendário lunar. Mas, nos últimos anos, as pessoas começaram a realizar competições de Ssireum em várias regiões, em qualquer época do ano, exceto no inverno.

Mas pensou que eu iria apenas resumir? Nananinanão! Famos falar em detalhes dessa competição.


Origem do Ssireum


Dois competidores estão sentados frente a frente de joelhos no centro de um grande círculo de areia. Faixas vermelhas e azuis são amarradas em torno de suas cinturas e coxas. Em seguida, segurando a faixa da coxa do adversário com uma das mãos, eles se levantam simultaneamente à ordem do árbitro.

Pinturas de parede retratando jogos de Ssireum foram encontradas em tumbas, localizadas em Man Joo, que datam da Dinastia Goguryeo. Com base nessa evidência, supomos que Ssireum existia naquele período. Também acreditamos que Ssireum também existiu no período Goryeo, com base em um documento que registra um certo rei assistindo a uma partida de Ssireum. Desde então, o jogo se tornou um entretenimento para os homens em feriados tradicionais coreanos.



Quanto à postura básica do esporte, os competidores seguram a faixa da coxa do oponente, que é amarrada na cintura, com a mão direita, e com a mão esquerda seguram a parte da faixa que está amarrada na perna direita do adversário. Em seguida, eles lutam um contra o outro, travando os ombros juntos.

Quanto à habilidade de Ssireum, ela pode ser dividida aproximadamente em duas habilidades básicas, que são o arremesso e o contra-ataque. O arremesso envolve puxar o oponente em sua direção, levantá-lo e jogá-lo no chão. Muitas outras habilidades como puxar, empurrar ou girar o oponente, com as próprias mãos, pernas e pés, são necessárias para que o competidor jogue o oponente no chão. Habilidades de contra-ataque são projetadas para se defender de ser jogado no chão.

Veja um pouco dessa luta nesse vídeo:



Regras do jogo Ssireum


Na competição, o vencedor é o primeiro competidor a lançar seu oponente ao chão. Uma partida do Ssireum consiste em 3 rodadas de luta livre nas quais um oponente deve obter 2 vitórias. Se não houver vencedor após 3 rodadas, o competidor que tiver mais peso ou, o competidor que receber mais advertências, perde automaticamente o jogo. Quando o árbitro dá a primeira advertência a um competidor, o competidor recebe meia pontuação para aquela rodada.

Se ele receber um segundo aviso, ele perde uma rodada. Se ele receber três advertências do árbitro, ele perde o direito de competir no jogo. Além disso, se um competidor cometer uma infração, como estrangular, torcer ou quebrar os braços de seu oponente, sacudir o punho, dar uma cabeçada, chutar ou cobrir os olhos de seu oponente, o competidor é desclassificado da competição.



Taekkyon


Taekkyon (태껸 ou 택견) é uma das artes marciais tradicionais mais antigas da Coréia. Taekkyon era muito popular durante o período Joseon, onde era praticado ao lado Ssireum durante as festividades, incluindo Chuseok. Embora originalmente seja um método de luta corpo a corpo, a plebe usava uma versão mais domesticada semelhante a um jogo de chute. O praticante usa o ímpeto de seu oponente para derrubá-lo por meio de chutes, golpes e empurrões. Foram realizados torneios entre jogadores de diferentes aldeias, começando com as crianças ("Aegi Taekkyon") e terminando com os adultos. Provavelmente não há como dizer se taekkyeon, em que os praticantes realizam movimentos suaves e lentos com seus membros, é uma dança ou uma arte marcial. Os movimentos são suaves e circulares mas podem explodir com enorme flexibilidade e força. Apesar de ser aparentemente leve, o taekkyeon é uma arte marcial eficaz, destacando uma ampla variedade de habilidades ofensivas e defensivas que empregam todos os métodos de luta disponíveis. Essa luta é lindamente retratada no drama histórico "Warrior Baek Dong Soo", onde você pode ver a história da criação do primeiro livro/manual de artes marciais da Coreia. O drama é realmente lindo e as cenas de luta tem uma beleza ímpar. Vale muito a pena assisitir. Para assisitir clique aqui.



Taekkyon quase desapareceu durante a ocupação japonesa (1910-1945) mas agora é considerado um patrimônio cultural da Coreia (1983) e um Item cultural intangível da UNESCO (2011).

Você pode um clipe dessa luta aqui:



Ganggangsullae


o Ganggangsullae (강강술래) dança é uma dança folclórica tradicional realizada sob a lua cheia na noite de Chuseok. As mulheres usam vestidos tradicionais coreanos, hanbok, fazem um grande círculo de mãos dadas e cantam uma música enquanto dançam. Seu nome, Ganggangsullae, veio do refrão repetido após cada verso e não contém nenhum significado real.

A dança teve origem na área costeira do sul durante a dinastia Joseon. Assista a um videoclipe da dança Ganggangsullae.


Assista a esse para conhecer essa dança tradicional coreana:



Outros jogos folclóricos que os coreanos também jogam:


Neolttwigi também conhecido como Prancha coreana, um jogo tradicional jogado em uma placa de madeira.




Juldarigi (줄다리기), ou cabo-de-guerra, era desfrutado por toda a população de uma aldeia. Dois grupos de pessoas são divididos em duas equipes que representam as forças femininas e masculinas do mundo natural. O jogo é considerado um rito agrícola para augurar os resultados da lavoura do ano. Se ganhasse a equipe que representava o conceito feminino, pensava-se que a colheita daquele ano seria rica.





So-nori é uma performance cômica em que as pessoas usavam um tapete de palha para se disfarçar de vaca e gritar de porta em porta para que todos se reunissem e compartilhassem a comida.





Dak Sa Um (Luta de Galo), o povo coreano costumava assistir brigas de galo (닭 싸움), e aprender como os galos lutavam; um jogo inspirado nisso foi inventado. Para jogar, as pessoas são separadas em dois grupos equilibrados. Deve-se dobrar a perna para cima e mantê-la dobrada com o joelho para fora. Os jogadores devem então atacar-se com os joelhos dobrados, devendo eliminá-los fazendo com que os pés toquem o solo; o último jogador segurando o joelho vence.

O jogo é sobre força, velocidade e equilíbrio; para permanecer vivo, é preciso demonstrar capacidade de revidar.



Hwatu (화투, também conhecido como Go-Stop ou Godori) é composto por 48 cartas, incluindo 12 tipos. As regras do jogo e o prazo água originado de Tujeon. Anteriormente, era semelhante a Hanafuda, mas foi alterado devido às semelhanças com o último. Ele passou por um curso que o tornou reduzido em quatro cores básicas e mais fino do que antes, espalhando-se pela produção em massa.



E aí gostou de saber mais sobre os jogos e atividades que os coreanos fazem nesse feriado super importante? Deixe sua opinião aqui nos comentário e se inscreva para não perder as próximas postagens!


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo