Seollal - Ano Novo na Coreia

Uma data importante como o Seollal é respeitosamente celebrada em família, agradecendo e pedindo bençãos para o novo ano que está chegando. É mais uma celebração sul-coreana que enche o país de abraços, sorrisos e boas comidas. Saiba mais sobre essa data a seguir.

O Seollal (설날), especialmente o Eumnyeok Seollal (음력 설랄), é o feriado nacional também conhecido como Ano Novo Coreano ou Ano Novo Lunar. Sua data coincide com o primeiro dia do calendário lunar, mas a celebração é feita, além dessa data, no dia que o antecede e sucede também. São três dias de comemoração em família, especialmente com as pessoas mais velhas da casa, pais, mães e sogros (as).

Assim como no Chuseok, nessa celebração é realizado o Charye (차례), um ritual ancestral para reverenciar e pedir bençãos aos antepassados com uma mesa farta, dando início a um novo ano iluminado. Também é realizado o Sebae (세배), outro ritual, mas este voltado ao agradecimento e votos de saúde aos mais velhos da família. As crianças costumam receber dinheiro após essa tradicional reverência.


O Ano Novo coreano, Seol-Nal (설날), geralmente ocorre em janeiro ou fevereiro na segunda lua nova após o solstício de inverno, a menos que haja um décimo primeiro ou décimo segundo mês intercalar no período que antecede o Ano Novo. Nesse caso, o Ano Novo cai na terceira lua nova após o solstício.

Nota: Lê-se Seollal, pois há uma regra de pronúncia para o encontro dessas duas consoantes coreanas "ㄹ" (L/R) e "ㄴ" (N), em que pronunciamos como se fossem dois "ㄹ" com som de "L". Então ao pronunciar não dizemos Seolnal e sim Seollal romanizado, mas mara nós falantes de português "Sóllal" é mais correto.

Origens do Seollal

Acredita-se que o protótipo do Ano Novo Coreano seja encontrado no trabalho histórico chinês do século III, Registros dos Três Reinos, Livro de Wei, Volume 30. Evento de adoração com celebração de canto e dança foi realizado em Buyeo no século XII. Mês do calendário chinês naquele momento.

O registro mais antigo das celebrações do Ano Novo coreano está incluído nas obras históricas chinesas, o Livro de Sui e o Livro Antigo de Tang, contendo trechos de celebrações durante o dia de ano novo no Reino de Silla no século VII.

O próprio registro da celebração do ano novo da Coréia é encontrado em Samguk yusa (Memorabilia dos Três Reinos), compilado no século XIII. Sob o governo do 21.º Rei de Silla, o ano novo foi comemorado em 488 dC. Em seguida, a celebração do Ano Novo coreano continuou para Goryeo e Joseon. No século XIII, o Ano Novo coreano era um dos nove principais festivais coreanos que incluíam ritos ancestrais, conforme o trabalho histórico coreano, o Goryeosa.



Abolição e restabelecimento

Depois que o Japão anexou a Coreia, a celebração do Seollal foi proibida. Os governantes japoneses fixaram o Ano Novo coreano oficial no primeiro dia do calendário gregoriano, seguindo o Ano Novo Japonês. O dia é chamado 신정 (Sinjeol), e o antigo ano novo tornou-se 구정 (Gujeong).

Após a libertação da Coreia em 1945, o governo sul-coreano designou o período de 1.º de janeiro a 3 de janeiro do calendário gregoriano como feriado público de ano novo.

Na década de 1980, a opinião de que o antigo Ano Novo deveria ser designado como feriado e respeitar sua tradição foi levantada, e o governo declarou o primeiro dia do calendário coreano como um dia folclórico de 1985 a 1988.

Em 1989, o presidente Roh Tae-woo aceitou a opinião pública de que o antigo Dia de Ano Novo deveria ser revitalizado, designando o antigo Ano Novo como o Ano Novo coreano oficial e um feriado nacional.

Leia mais sobre as mudanças no Ano Novo coreano após a ocupação japonesa neste post especial: Dia de Ano Novo, opressão japonesa.


Costumes


O Ano Novo coreano é tipicamente um feriado em família. O feriado de três dias é usado por muitos para retornar às suas cidades de origem para visitar seus pais e outros parentes, onde realizam um ritual ancestral chamado charye. Os três dias são o dia propriamente dito, o dia anterior e o dia seguinte. Os coreanos não apenas viajam no país, mas também pelo mundo. Muitos coreanos viajam do exterior para visitar suas famílias neste feriado anual. Dado que é uma das poucas vezes em que as famílias podem se reunir e colocar em dia a vida umas das outras, é considerado respeitoso e importante participar do feriado. Muitas vezes, os membros da família visitam primeiro os mais velhos, e isso inclui os avós e os pais. Também é considerado respeitoso que as pessoas visitem seus sogros durante o Ano Novo coreano.



Incluindo as despesas de viagem, a preparação para este feriado é muito cara. Os presentes são geralmente dados aos membros da família e roupas novas são usadas durante o feriado. A comida tradicional é preparada para muitos membros da família que vêm visitar para o feriado. As frutas são especialmente caras. Devido ao aumento da demanda, os preços dos alimentos são inflacionados durante o mês de Seollal. Como resultado, algumas pessoas optaram por renunciar a algumas tradições porque se tornaram muito caras. Essas famílias preparam um modesto rito ancestral apenas com alimentos necessários para o Seollal. O governo começou a tomar certas medidas para ajudar a estabilizar e apoiar a subsistência das pessoas comuns para o período do feriado do Ano Novo, aumentando a oferta de produtos agrícolas, pesqueiros e pecuários. O governo também usou reservas de arroz e importações de carne suína para reduzir a inflação e também está investindo dinheiro em pequenas e médias empresas para ajudar no fluxo de caixa.



Muitos preparativos para celebrar o Ano Novo Coreano. Durante a primeira manhã, os coreanos prestam respeito a seus ancestrais. Os alimentos tradicionais são colocados em uma mesa como oferenda aos ancestrais, e um rito começa com profundas reverências de todos os membros da família. Este é um sinal de respeito e uma prática muito importante no primeiro dia do Ano Novo na Coreia. É também onde rezam pelo bem-estar de todos os membros da família. Muitos coreanos se vestem com roupas coloridas tradicionais coreanas chamadas hanbok, geralmente usadas para ocasiões especiais, como casamentos, Ano Novo Coreano, primeiro aniversário da criança, entre outros. No entanto, com a modernização e os costumes em evolução na cultura, mais pessoas tendem a preferir roupas modernas e ocidentalizadas ao hanbok. Após o rito, os membros têm uma grande festa.




Zodíaco e Budismo

Além disso, os coreanos seguem um zodíaco semelhante ao zodíaco chinês. Doze animais representam os 12 anos em ordem sequencial com o rato representando o primeiro ano. Acredita-se que Buda tenha convidado animais de todo o mundo para visitar, aos quais apenas 12 visitaram. Em troca, ele os honrou nomeando os anos na ordem em que chegaram. Os coreanos acreditam que animais específicos do zodíaco trazem recursos e qualidades específicos. Por exemplo, o ano de 2014 foi o ano do cavalo sendo considerado um bom ano no aspecto financeiro e carreira da vida. Diz-se que uma pessoa nascida em um ano zodiacal específico carregará as características desse animal do zodíaco. Como resultado, os coreanos planejam seu ano e atividades em torno dele para ter um ano bom e próspero. Os pais podem até ter planejado o ano de nascimento do filho, então a criança pode ter uma característica específica.

Outro costume observado é a iluminação de uma “casa da lua” construída com lenha e galhos queimáveis. Isso simboliza o afastamento de maus espíritos para o ano novo. Muitos também optam por adicionar desejos que desejam realizar no próximo ano à casa da lua.


Sebae: Arco tradicional coreano

Sebae (coreano: 세배 "adoração aos anciãos") é um ritual de piedade filial que é tradicionalmente observado em Seollal. Vestidos com roupas tradicionais, as pessoas desejam aos mais velhos (avós, pais e tios) um feliz ano novo realizando uma profunda reverência tradicional. Dizendo as palavras "saehae bok mani badeuseyo" (새해 복 많이 받으세요), que quer dizer "Por favor, receba muita boa sorte para o Ano Novo".

Os anciãos normalmente recompensam esse gesto dando às crianças dinheiro de ano novo, ou "dinheiro de bolso" chamado Sebaet Don (geralmente na forma de papel-moeda) em sacos de seda feitos com belos desenhos tradicionais como você pode ver na foto abaixo, além de oferecer palavras de sabedoria (dokdam). Historicamente, os pais distribuíam bolos de arroz (ddeok) e frutas para seus filhos.

Nota: Ritos com mais de uma reverência envolvidos são geralmente para o falecido.



Culinária de Ano Novo

Tteokguk


Tteokguk (sopa com bolos de arroz fatiados) é uma comida tradicional coreana que costuma ser consumida no Ano Novo. Conforme a contagem de idade coreana, o Ano Novo coreano é como um aniversário para os coreanos, e comer tteokguk faz parte da celebração do aniversário. Quando uma pessoa termina de comer seu tteokguk, ela fica um ano mais velha. (Comentário da autora: "Nunca Comerei kkkk!")

No dia de Ano Novo, as pessoas preparam muita comida e passam grande parte do dia com a família. O bolo de arroz no tteokguk parece uma moeda, e muitas pessoas comem muitos bolos de arroz na esperança de ficarem ricas no ano novo.

Jeon

Jeon, às vezes chamado buchimgae, é um prato tradicional coreano especialmente consumido no dia de ano novo coreano. Uma panqueca saborosa, salgada que contém uma variedade de vegetais. Rasgada com os pauzinhos (Jeotgarak), em vez de ser cortada com uma faca, na crença de torná-la mais saborosa.

Durante a festa Seollal, buchujeon (alho), kimchi jeon e saengseon jeon (peixe) são os mais populares.

Japchae, ou "macarrão de vidro"

Macarrão de vidro coreano é apreciado durante todo o ano como acompanhamento ou misturado com um prato principal. É um dos alimentos mais icônicos e conhecidos da Coreia, e você raramente verá uma mesa do festival Seollal sem ele.



Sikhye, ou "bebida de arroz doce"

Sikhye é uma bebida tradicional coreana doce que muitas vezes é servida como sobremesa. É feito derramando

malte no arroz cozido. O líquido é então cuidadosamente removido, deixando apenas as partes mais ásperas. Essas partes são então fervidas até que a bebida fique doce o suficiente. Sikhye geralmente é consumido no final da refeição, pois acredita-se que ajude na digestão.




Jogos populares


Muitos jogos tradicionais estão associados ao Ano Novo coreano. O tradicional jogo de tabuleiro familiar yutnori continua sendo um jogo popular, especialmente durante o Ano Novo Coreano. É jogado usando um conjunto de bastões especialmente projetados e é considerado adequado para todas as idades e gêneros.

Embora as origens deste popular jogo familiar não sejam claras, algumas pesquisas sugerem que o yut foi jogado já nos Três Reinos (57 aC - 668 dC).

Homens e meninos tradicionalmente também empinam pipas retangulares chamadas Yeon (연) ou yeonnalligi.

Também jogam jegichagi , um jogo no qual um objeto leve é ​​embrulhado em papel ou pano e depois chutado de maneira semelhante a um footbag. Mulheres e meninas coreanas teriam tradicionalmente jogado neolttwigi, um jogo de pular em uma gangorra (시소), e gongginori, um jogo jogado com cinco gonggi (originalmente uma pedrinha, mas hoje muitos compram gonggi manufaturado em lojas de brinquedos). Paengi (팽이) também é um jogo tradicional jogado por crianças. Recentemente, alguns adultos jogam Go-Stop em vez do tradicional hwatu.



Leia também nosso post sobre outro feriado importantíssimo na Coreia, o Chuseok!



Fontes das minhas pesquisas para este post além de livros de história e google search:

Gastro Tour Korea

Wikipidea

Talk Talk Korea

KKDay

Kpopjacketlady

Lookinsoul

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo