top of page

[Ficção VS. História] A misteriosa morte do príncipe herdeiro Sohyeon reimaginada em "The Night Owl"

Atualizado: 10 de set. de 2023



A misteriosa morte do príncipe herdeiro Sohyeon reimaginada em "The Night Owl"
O ator Ryu Jun-yeol interpreta um acupunturista parcialmente cego chamado Chun Kyung-soo em "The Night Owl".

Em 27 de junho de 1645, no 23º ano do rei Injo (1595-1649), os Anais de Injo afirmam que o príncipe herdeiro Sohyeon, o filho mais velho do rei,

"adoeceu logo após retornar ao seu país de origem e morreu em poucos dias. Todo o seu corpo estava negro e o sangue escorria por todos os sete orifícios do corpo. Um pano preto foi colocado em seu rosto, cobrindo apenas metade da face. Mas ninguém, nem mesmo uma pessoa próxima, conseguia distinguir a cor de seu rosto. Ele parecia alguém que foi drogado até a morte".

Esse registro foi escrito cerca de dois meses após a morte do príncipe herdeiro, que havia retornado para casa depois de ter sido feito refém pela dinastia Qing por quase oito anos. Além dessa declaração curta, porém chocante, em nenhum outro lugar do documento oficial da Dinastia Joseon (1392-1910) há detalhes sobre a morte do príncipe herdeiro Sohyeon (1612-1645), de 33 anos de idade, o que levou muitos a levantarem dúvidas sobre a verdadeira causa da morte, criando rumores e especulações intermináveis até hoje.


A misteriosa morte do príncipe herdeiro Sohyeon reimaginada em "The Night Owl"
Uma cena de "The Night Owl" com o príncipe herdeiro Sohyeon, interpretado por Kim Sung-cheol, à direita, e o rei Injo, interpretado pelo ator Yoo Hai-jin.

É assim que começa o thriller histórico "The Night Owl":

O diretor usou sua imaginação nos fatos para criar uma possível interpretação do que realmente aconteceu para que o príncipe tivesse uma morte súbita. Para isso, ele criou um personagem fictício - um acupunturista parcialmente cego chamado Chun Kyung-soo, para testemunhar a morte do príncipe herdeiro. O filme foi lançado nos cinemas locais em 23 de novembro, registrando um total de 3,29 milhões de espectadores. Após, o filme foi lançado em diferentes serviços de streaming.

Não apenas o Diretor, mas o povo de Joseon durante o período, incluindo a princesa herdeira Minhoe-bin, de sobrenome Kang, também levantou suspeitas sobre a possibilidade de ter sido o rei Injo quem matou o príncipe herdeiro. Embora não sejam documentos oficiais, vários registros da época afirmam que havia rumores de que o Rei Injo havia envenenado o próprio filho ou que o príncipe herdeiro havia morrido após ser atingido por uma pedra de tinta atirada por seu pai.

No filme, o acupunturista com hemeralopia, comumente conhecida como cegueira diurna, torna-se a única testemunha do assassinato do príncipe herdeiro Sohyeon ao ver seu acupunturista sênior, Lee Hyung-ik, usar agulhas envenenadas para acupuntura no príncipe doente, que acaba morrendo em decorrência disso.

Lee Hyung-ik, é uma figura histórica real, mas a parte em que ele assassina o príncipe herdeiro seguindo as ordens do rei Injo é apenas uma invenção do diretor. Na realidade, Lee era um médico da corte que cuidou do príncipe herdeiro Sohyeon até sua morte. Como todos os médicos eram punidos após a morte de um rei ou príncipe herdeiro, Lee deveria ter sido punido como o responsável pela morte do príncipe herdeiro. Diz-se que os oficiais da corte solicitaram que o rei ordenasse uma investigação minuciosa sobre a morte do príncipe ou punisse Lee, já que ele não conseguiu curar o príncipe, embora Lee insistisse que ele havia morrido de malária - uma doença comum que tirou a vida de muitos plebeus na época.

Mas os Anais de Injo afirmam que Lee conseguiu evitar ser punido, pois era o ajudante de confiança do Rei Injo. Também está registrado que ele foi contratado especialmente pela concubina do rei, Cho So-young, que mantinha relações hostis com o príncipe herdeiro e a princesa herdeira.


A misteriosa morte do príncipe herdeiro Sohyeon reimaginada em "The Night Owl"
Um diário escrito pelo príncipe herdeiro Sohyeon quando ele foi feito refém pela China Qing. / Samjeondobi, localizado no distrito de Songpa, no sul de Seul, é um monumento erguido para comemorar a conquista do imperador de Qing após a derrota de Joseon do rei Injo para Qing.

O filme mostra como o rei Injo não está satisfeito com o príncipe herdeiro após seu retorno de Qing. Conforme descrito no filme, os registros históricos afirmam que o príncipe herdeiro Sohyeon tornou-se amigável com os Qing, um país que o rei detestava. O filme se mantém bastante fiel a essa parte da história, explicando brevemente como o rei Injo foi humilhado durante a Segunda Invasão Manchu da Coreia em 1636, abaixando a cabeça e se ajoelhando diante do governante Qing, Hong Taiji, na fortaleza de Namhan, para se render.


Durante sua estada em Qing como refém, diz-se que o príncipe herdeiro trabalhou como mediador entre Joseon e Qing para garantir que Qing não se envolvesse em hostilidades contra Joseon. Após seu retorno, como mostra o filme, o príncipe herdeiro queria que o rei Injo modernizasse Joseon, aceitando o catolicismo e a ciência ocidental, assim como os Qing. O rei Injo estava descontente com o príncipe, a ponto de suspeitar que seu filho poderia estar do lado da China Qing, planejando destronar o rei e tomar seu lugar.

O próprio rei Injo também estava sob profunda suspeita de ter matado seu próprio filho, pois não há registros históricos de que o rei tenha visitado o túmulo do filho.


E quanto ao fato de o Rei Injo ter incriminado a princesa herdeira por tentar envenenar o rei?


No filme, o acupunturista parcialmente cego que testemunhou tudo informa a princesa herdeira sobre a verdade. A princesa visita o Rei Injo para revelar que seu marido foi envenenado até a morte pelo médico Lee Hyung-ik, sem saber que o rei também estava por trás do assassinato.


O rei Injo de fato ordenou a morte da princesa herdeira por envenenamento. Ninguém sabe a verdadeira intenção do rei - por exemplo, se o rei realmente se sentiu ameaçado por ela ao tentar revelar a verdade, conforme descrito no filme - mas, de acordo com os registros, a princesa herdeira continuou a visitar o rei e a lamentar a morte de seu marido, implorando ao rei que investigasse a verdadeira causa. Depois, dizem que se espalharam rumores de que a princesa herdeira estava planejando envenenar o rei, o que fez com que o rei ordenasse sua morte sem hesitação.

No filme, o príncipe herdeiro e a princesa têm apenas um filho. Mas, na realidade, havia três filhos jovens que foram banidos para a Ilha de Jeju após a morte da mãe. Os dois filhos mais velhos morreram pouco tempo depois. Em vez de nomear o filho sobrevivente do príncipe herdeiro Sohyeon como o próximo príncipe herdeiro, o rei Injo escolheu seu próprio segundo filho para suceder o trono. A mãe e os quatro irmãos da princesa herdeira também foram executados por espancamento. Até hoje, o Rei Injo é considerado um governante fraco e instável, tendo sido usado como exemplo de um líder ruim, frequentemente mencionado no cenário político.


A misteriosa morte do príncipe herdeiro Sohyeon reimaginada em "The Night Owl"
Dramas e filmes que citam a história do príncipe herdeiro Sohyeon

Versões dessa história podem ser vistas em diversos filmes e dramas como: The Night Owl, Nas Muralhas da Fortaleza, My Deartest, Haechi, Iljimae, Secret Royal Inspector & Joy, entre muitos outros.



Curiosidade:


O príncipe herdeiro Sohyeon é mencionado na série de TV da SBS de 2020 - The King: Eternal Monarch (O Rei Eterno). O príncipe herdeiro Sohyeon, em um universo paralelo, viveu para se tornar rei. Seu reinado causaria uma reação em cadeia que culminou em uma monarquia constitucional moderna.


Assista "The Night Owl' e outros dramas e filmes em nosso fórum.



Posts recentes

Ver tudo
bottom of page