top of page

[História com K-drama] A difícil história do príncipe herdeiro Sado

Atualizado: 10 de set. de 2023

A difícil história do príncipe herdeiro Sado: embora "The Throne" seja preciso, não percebe as complexidades de um relacionamento complicado.


Cenas do filme “O Trono” (2015), acima, mostram Rei Yeongjo, interpretado por Song Kang-ho, se aproximando do baú de arroz de madeira em que trancou seu filho, o príncipe herdeiro Sado; à esquerda, Sado, interpretado por Yoo Ah-in, ajoelhando-se diante de seu pai para implorar por perdão; e à direita, Príncipe Jeongjo diante da caixa onde seu pai está trancado.
Cenas do filme “O Trono” (2015), acima, mostram Rei Yeongjo, interpretado por Song Kang-ho, se aproximando do baú de arroz de madeira em que trancou seu filho, o príncipe herdeiro Sado; à esquerda, Sado, interpretado por Yoo Ah-in, ajoelhando-se diante de seu pai para implorar por perdão; e à direita, Príncipe Jeongjo diante da caixa onde seu pai está trancado.

No cinema e na televisão, os dramas históricos nunca saíram de moda. Fãs de dramas de época, tanto na Coreia quanto no exterior, gostam de ser transportados para uma época diferente e aprender sobre as histórias que movimentaram, ou foram postas em movimento, por nossos ancestrais.

Alguns assistem para ver como o presente se compara ao passado. Outros assistem para ver o progresso. Filhos coreanos estrangeiros podem fazer um curso intensivo de história coreana enquanto assistem a filmes históricos. Mas todos os dramas históricos criam personagens, adicionam tramas românticas e combinam ou inventam eventos para garantir que os espectadores não percam o interesse.

Em História com K-drama, o RepaginadaMente Korea tenta distinguir o fato da ficção em dramas e filmes populares de época para esclarecimento e para dissipar mal-entendidos.


O príncipe herdeiro Sado (1735-62) é provavelmente uma das figuras mais controversas da história da Dinastia Joseon (1392-1910) e sua morte ainda continua a ser um ponto de discórdia. Ele era o segundo filho do rei Yeongjo (1694-1776), e o provável herdeiro do trono devido à morte prematura de seu irmão mais velho.


No entanto, o príncipe é lembrado como um herdeiro real trágico porque foi morto por seu pai ao ser trancado em um baú de arroz de madeira após uma série de explosões violentas. Este incidente em si foi tão dramático que foi transformado em uma série de filmes, incluindo “The Throne” (2015), do diretor Lee Joon-ik, estrelando Song Kang-ho como o Rei Yeongjo e Yoo Ah-in como o Príncipe Sado. O filme foi lançado em setembro de 2015 e vendeu mais de seis milhões de ingressos poucos meses após seu lançamento.


A própria vida de Sado é dramática o suficiente para que o diretor não precise combinar eventos históricos para tornar o filme interessante. No entanto, como o filme não é um documentário, o diretor não incluiu as polêmicas ou diferentes teorias em torno da morte do príncipe que muitos historiadores continuam a discutir.



Existem muitos registros históricos que ilustram a morte do Príncipe Sado, incluindo o "Hanjungrok", também conhecido como "Memórias de Lady Hyegyeong". Os "Anais da Dinastia Joseon" ou revelações mais recentes do texto da lápide de Sado conhecida como myojimun, que foi enterrado com o cadáver, bem como registros históricos deixados pelos dois partidos políticos opostos Noron e Soron que parecem descrever a história do Príncipe Sado com base na verdade, mas de suas próprias perspectivas. A triste realidade da vida de Sado é que os historiadores ainda não chegaram a um consenso sobre a trágica morte do príncipe.


O filme "O Trono", no entanto, enfoca a causa da morte do príncipe ser o resultado de uma relação pai-filho deteriorada e as emoções sensíveis dos dois personagens, mal tocando no pano de fundo político que os levou até lá.


Por exemplo, o filme começa com o que poderia ser um clímax, quando o rei Yeongjo convoca seu filho após ouvir que o príncipe entrou no palácio de Gyeonghui com uma espada na mão para matar o rei. O rei pergunta se o príncipe está usando roupas de luto e fez um caixão para matá-lo, e o príncipe grita que o caixão é para si mesmo porque “o pai me trata como um homem morto”.



Acima: Registro histórico “Hanjungrok,” à direita, é escrito por Lady Hyegyeong, esposa de Sado. Ela é interpretada como Go Moon Geun-young, à esquerda, em "The Throne". Acima: caligrafia do jovem príncipe herdeiro Sado.
Acima: Registro histórico “Hanjungrok,” à direita, é escrito por Lady Hyegyeong, esposa de Sado. Ela é interpretada como Go Moon Geun-young, à esquerda, em "The Throne". Acima: caligrafia do jovem príncipe herdeiro Sado.

Quando Yeongjo atira uma espada para Sado, dizendo-lhe para se matar, Sado se recusa, dizendo que não existe punição como suicídio segundo as leis deste país. Então o rei diz a seu filho que "este não é um assunto nacional, mas um assunto doméstico" e que ele está "tentando punir um filho que tentou matar seu pai".


O diretor permanece fiel aos fatos históricos, mas os historiadores insistem que a história real é mais do que um pai zangado tentando punir o filho que o desapontou. O filme também tem várias cenas que mostram a raiva e o descontentamento do rei com cada decisão que Sado tomou durante sua daerichungjeong, ou regência, quando o rei deixa a tarefa de governar o país para um filho confiável para treiná-lo na arte da política desde cedo. Essas cenas não podem ser simplesmente explicadas como um conflito entre um pai com grandes expectativas e seu filho desafiador.


Yeongjo, que muitos dizem ter um complexo de inferioridade porque nasceu na classe social mais baixa, se tornou o rei quando seu meio-irmão, o Rei Gyeongjong, morreu após comer comida servida a ele por Yeongjo. Apesar de ascender ao trono, o Rei Yeongjo sofreu rumores de que ele assassinou seu irmão para se tornar o rei. Muitas pessoas acreditaram nisso na época e as facções Noron e Soron lutaram ferozmente umas contra as outras pelo poder. A facção Noron pressionou o Rei Gyeongjong a renunciar, tentando colocar Yeongjo no trono para que pudessem obter o poder.



Portanto, quando o príncipe herdeiro Sado estava sendo treinado, dizem que a facção Noron não aprovava muitas das políticas que o príncipe estava adotando, como tributar yangban ou aristocratas. Yeongjo, que se tornou o rei com a ajuda da facção Noron, não sabia o que fazer cada vez que Sado discutia com a facção Noron. Claro, um filme de duas horas é muito curto para mostrar todo o contexto dessa história complexa e, na verdade, a história complexa do conflito entre pai e filho, mas deve ser entendido com um pano de fundo histórico.


Assista o filme "The Throne" aqui no site, clicando AQUI.


Também temos um pouco da história do Príncipe Sado sendo retratada nos dramas históricos:

Conheça a versão da história contada pela própria esposa do Príncipe Sado, Lady Hyegyeong, em seus diários complilados no livro Memórias de Lady Hyeggyeong, o qual traduzimos exclusivamente para nosso leitos. Você pode ter acesso clicando AQUI.


Volte novamente, nossas postagens estão sempre sendo atualizadas com novas informações e dicas de dramas e filmes que nos ajudam a compreender a rica história da Coreia. Até breve!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page